Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade.

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

A farra continua dentro dos presídios do Acre


Desculpem meus amigos leitores se estiver sendo repetitivo. Mas como esse assunto nunca será prioridade política – tanto é que passa longe da pauta da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Acre – alguém precisa chamar a atenção de nossas autoridades que insistem em exibir reportagens de ações pontuais como verdadeiros troféus do nosso sistema carcerário.

Depois da foto dos promotores sorrindo ao entregar um relatório sobre o crime organizado, hoje (26) em nova varredura dentro do Francisco de Oliveira Conde (FOC) a Policia encontrou mais de 70 telefones celulares, um verdadeiro arsenal de comunicação apreendido e exibido como mais uma vitória do estado contra a “elite do crime”.

Vitoria?
As imagens mostram o tamanho da fragilidade do FOC. É inegável como os presos nessa unidade têm acesso fácil a drogas e telefones. Isso só reascende a discussão sobre a forma como esses objetos chegam ao presídio.

Discussão nos blogs, nas redes sociais, no facebook, menos na esfera pública. Todo mundo parece ter pavor em falar ou debater esse problema enquanto que a bomba relógio segue em contagem regressiva com novos estopins comunicando fogo nas periferias de Rio Branco. Nossa juventude está se matando a mando do crime organizado enquanto nossas autoridades posam para fotografias e elaboram meros relatórios.



E olha que não tem nenhum grande mistério tecnológico para se evitar a farra da entrada de celulares e drogas para dentro de nossos presídios. Parece que falta mesmo é vontade política de se resolver esse problema.

Nenhum comentário: