Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Sistema rabecão de governar


É incrível como os órgãos controladores ou fiscalizadores, como queiram, agem no Acre somente como Rabecão. Isso não é mais uma exclusividade somente do nosso sistema de segurança pública. O Corpo de Bombeiros, que tem um efetivo muito aquém do desejado, vem pagando caro por causa desse desprezo ou jeito petista de governar o Acre.

Digo isso me referindo as tragédias anunciadas e que vem acontecendo nos últimos dias. E para não ir muito longe, cito o incêndio que ocorreu no último dia 7 e que destruiu seis pequenas lojas no Calçadão do Centro de Rio Branco.

Uma tragédia anunciada!

No Diário Oficial desta quinta-feira (25) o Ministério Público mandou verificar a regularidade da instalação de quiosques/boxes. É a velha máxima: o Brasil só fecha a porta depois de roubado. 

Engraçado que próximo de onde ocorreu o sinistro, agora, é o desbarrancamento do Rio Acre que anuncia uma nova tragédia bem aos olhos de nossos gestores. Será que vão esperar um novo incidente? Foi assim com os comércios próximo ao Mercado Elias Mansour.
Essa fiscalização não deveria ser um trabalho de rotina? Não seria essa uma das principais funções das autoridades?

Novamente estivemos diante de um Acre que só reage depois que as tragédias acontecem. E essa reação só vai até quando o assunto interessar à mídia. Daqui uns dias ninguém mais fala sobre o acidente no Calçadão, como não se fala mais nos prejuízos provocados pelo incêndio próximo do Mercado Elias Mansour, da antiga Praça da Bandeira.  Apenas as famílias e os empresários continuarão com esse sentimento. Sempre foi assim por aqui. Até mesmo porque há falhas em outros setores.

Não duvido muito que vejamos novos incidentes. Esse povo do PT vende até a mãe para não desagradar A ou B e correr o risco de perder uma eleição. Levam até as últimas consequências, nem que para isso, seja necessário alguém pagar com a vida ou com os prejuízos que esse tipo de acidente provoca.

O Acre do marqueteiro Davi Santo Sé – que essa semana arretou-se com a linha editorial da TV Acre – é de fantasia. A vida real dos acreanos é de riscos, tragédias anunciadas. Mesmo assim o governador e médico Sebastião Viana, prefere administrar no famoso sistema rabecão.





Nenhum comentário: